Cantinho da Yasmin

23 de Março de 2017
Aniversário do Retorno da Yasmin a Casa


A minha partilha da noite de 23 de Março de 2016


Aparentemente era uma noite como qualquer outra e naquele momento comigo estavam a sua irmã Mafi e o marido Matt. 
O meu irmão José depois de ter passado lá a noite anterior e também o dia, tinha ido a casa jantar com a sua mulher e voltaria mais tarde para continuar a dar o seu apoio.
A estas como a tantas outras almas irmãs e amigas que foram incansáveis quer com a sua preciosa presença, quer com todo o suporte que nos facultaram mesmo à distância, a minha profunda gratidão -  Sandra, Ana, Rita, Cristina e a todos os que estiveram de Alma e de Coração connosco,
Bem hajam!

Como já era habitual, também naquela noite eu estava sentado ao pé da Yasmin, procurando cuidar e vigiar, no que dadas as circunstâncias era o possível de ser feito para suavizar o seu estado.
A dada altura e perante uma agitação crescente com notórias dificuldades respiratórias e depois de esgotados todos os recursos que a medicina me tinha disponibilizado e autorizado a ministrar-lhe, apercebi-me de que daquela vez a crise tinha contornos diferentes das anteriores…
Perante o sentimento de impotência para travar o inevitável, enquanto a Mafi segurava uma das suas mãos, eu segurei a outra e coloquei o meu braço a suportar as suas costas, e perante o rumo que as coisas estavam a tomar, apenas consegui ter a força e a coragem para lhe dizer “vai ficar tudo bem meu amor, vai em paz”… (várias vezes a Yasmin tinha verbalizado a sua preocupação em relação a mim e aos nossos três gatos).
O batimento cardíaco e a respiração cessaram… por momentos que me pareceram uma eternidade a agitação deu lugar a um silêncio ensurdecedor… interrompido pelo comentário da Mafi “ não sinto a pulsação”, eu ainda incrédulo com o que acabara de acontecer apenas consegui murmurar “o coração parou…”, depois disso senti-me a esvaziar por completo e incapaz de esboçar mais qualquer palavra ou pensamento.
O relógio no quarto para o qual me senti compelido a olhar naquele instante marcava 22h25m.

Desde que me enamorei pela Yasmin e depois do sentimento de amor e de cumplicidade que juntos conseguíramos criar e nutrir um pelo outro, a possibilidade de a poder perder um dia era o meu maior receio… e acabara de acontecer.

O Matt levou a Mafi pelo braço para fora do quarto, deixando-me a sós com o corpo da Yasmin.
Agora entre um misto de emoções que começavam e emergir, entre o alivio pelo fim do seu sofrimento e ao mesmo tempo a noção de que não voltaria a poder desfrutar da sua presença física… era ainda assim necessário usar os conhecimentos energéticos adquiridos, para facilitar a sua passagem para uma outra dimensão.

Passados alguns minutos, e de volta ao quarto também já com a presença do José que acabara de chegar, a Mafi teve o impulso de abrir as janelas através das quais se vislumbrava uma esplendorosa Lua Cheia, puxou-me pelo braço para o exterior dizendo “vem ver a noite que ela escolheu para partir”…
Já no exterior senti-me inundado pelo brilho da Lua e voltei a ter gradualmente noção do meu corpo, enquanto uma sensação hipnótica fazia com que não conseguisse afastar o meu olhar daquela Lua magnética.
Todos voltaram para o interior deixando-me ter uns momentos a sós, e após alguns segundos comecei a sentir uma dor tão intensa e dilacerante no peito, (que acredito me doesse menos se me tivessem arrancado o coração do peito) que simplesmente não me permitia conseguir respirar, ao mesmo tempo que sentia igualmente toda a força e energia a abandonar-me.
Encostado á parede deslizei até ficar sentado no chão e então consegui finalmente respirar um ar que embora fosse fresco, parecia queimar-me as entranhas… de seguida irrompi num pranto e chorei… chorei como uma criança a quem acabam de retirar o seu bem mais precioso…

O que ainda hoje sinto é que uma parte de mim morreu naquela noite… e nos meses seguintes senti-me esmagado pelo tempo que desejava ardentemente encurtar, rejeitando a ideia de que a minha continuidade por cá tivesse de ser muito mais longa…
Em relação ao tempo e não o podendo vencer ou alterar decidi olha-lo a partir de outra perspectiva, fazendo dele um aliado ao aperceber-me de que na verdade a cada dia que passa falta-me menos um dia para me libertar deste plano e para poder também retornar a casa…

Hoje tenho a certeza de que o Mundo das Fadas está mais rico e que onde quer que haja uma expressão da Natureza há também perfume de Jasmin a pairar…
Sinto em muitos momentos a sua suave e doce presença a acompanhar-me e a inspirar-me.

A minha Rainha de Amor, Sempre no meu coração!


1966 - 2016 
o video de celebração da Vida da Yasmin:



14 de Dezembro de 2016
Uma oferenda do Céu

Amor, Meia Lua e a Árvore do Mundo

(palavras da Yasmin recebidas pela Mariana Inverno)

o vento transporta trovas
sussurrantes de segredos 
dia e noite noite e dia
portador de tantos  sonhos

hei-de cantar este fado
no banco da meia lua
que sentirás meu amor
se te disser que sou tua 

se te disser que a memória
não é coisa de enganar
ela conta a nossa história
e perfuma o teu andar

sou o ser que não existe
o coração que não bate
sou a voz emudecida
na noite da tua solidão
mas eterna e constante
habito para sempre
no teu puro coração
á volta do nosso freixo
soam cânticos agora
dançam devas  baixa a luz
meu rei de Amor  aliado
já sabes não fui embora
pelo nosso reino encantado
velo hoje como outrora 

Texto completo:

Recitação pela voz de Mariana Inverno:

Texto - Mariana Inverno
Imagem - Felippa Lobato
Música - Jorge Quintela
Natal de 2016



13 de Novembro de 2016
Celebro o aniversário do inicio da nossa relação



O primeiro beijo

Há 12 anos atrás neste dia tiveste a coragem de abrir o teu coração e assim num ímpeto de felicidade beijámo-nos pela primeira vez.
Um beijo suave, doce e impregnado de profundo sentimento que mudou para sempre a minha noção de amor.

Contigo iniciei uma viagem de sonho e de fantasia na qual reaprendi a ver e a apreciar a magia nos mais pequenos detalhes da vida, a ser e a partilhar o melhor de mim através da inspiração que era a tua alegria de viver.

O teu entusiasmo contagiante fez-me acreditar que juntos seriamos capazes de ultrapassar mesmo os obstáculos mais difíceis e cada momento vivido em conjunto foi uma dádiva e um milagre que engrandeceu e deu significado a cada experiência.
Estar ao teu lado deu-me a coragem, o alento e a esperança para vencer os desafios e as tormentas que tive de enfrentar. 

Foste e és a maior dádiva que a vida me permitiu ter!

Ainda hoje ao fechar os olhos sinto a suavidade do teu toque, ouço a tua voz amorosa e vislumbro o reflexo inconfundível da tua presença… Vejo o teu Ser maravilhoso!

Cheio de Amor e de Gratidão o teu sempre João



18 de Agosto 2016

Celebro a nossa União



Hoje celebro o nosso aniversário de casamento e apesar de separados por uma “parede de vidro”, pela diferença de dimensões em que nos encontramos, continuo a sentir-te com a tua alegria e entusiasmo pela vida e pela Natureza.
Em Gaia Fairyland a tua magia persiste e enaltece os cantos e recantos que receberam o toque amoroso do teu cuidado.

Contigo aprendi que não é o que se faz mas a forma como se faz, que determinada a qualidade da energia de cada experiência e daquilo que se toca.
Que o que importa não são as conquistas nem tão pouco os títulos adquiridos mas a capacidade de escutar e de partilhar com o outro cada momento e cada acontecimento e que isso é o que verdadeiramente vai ficar em cada um.
Olhar nos olhos para ver para além das aparências e conseguir reconhecer no outro a sua verdadeira natureza e a sua Alma.

Sempre apreciei a profundidade e a doçura do teu olhar onde me reconheci e me reencontrei como uma parte de mim algures esquecida, o meu Ser menino cheio de esperança no sonho de um mundo de verdadeira fraternidade.
O teu sorriso inconfundível e contagiante capaz de colorir qualquer cenário.
Contigo cresci e amei como nunca pensei ser possível amar alguém e o amor que continuo a sentir por ti e que transborda do meu peito é o alento para continuar o trabalho que juntos começámos, sobrepondo-se gradualmente à dor da perda que ainda teima em marcar presença.

Celebro os momentos de partilha em que cada um dizia verdadeiramente o que sentia, sem máscaras e sem receio de censura por parte do outro.
A capacidade de discordar, respeitando a diferença de opiniões que abriram espaço e alargaram novas perspectivas e maior consciência.
O estar em silêncio contigo e sentir-me pleno, inteiro e completo pela qualidade da tua presença, pois verdadeiramente estavas presente de corpo e alma.

Contigo aprendi a ver nas coisas mais simples da vida, um sentido e uma sapiência mais profunda que escapa ao olhar mais superficial.
Aprendi a assumir a minha sensibilidade sem medo dos rótulos através do teu exemplo, pois tu és a expressão do Ser com maior sensibilidade com quem tive o privilégio de conviver.

Continuo a ver-te nos meus sonhos e para mim estás e estarás sempre viva no meu coração!

Quando sair deste plano físico, se essa for também a tua vontade, irei reencontrar-te onde quer que estejas no Universo.

O teu sempre João



06 de Julho de 2016
Hoje a Yasmin faria 50 anos


Á Fada do meu coração que apesar de separados pela dimensão física
continuo a Amar
Estes foram os melhores 12 anos da minha existência e pelos quais estou profundamente grato

A partilha de alguns momentos:




Poema recitado antes da cremação


MAGIA

Uma menina invulgar 
com vestes de fada
Ouvia à noitinha
historia inventada.

Se ela adormecia
erguia a varinha
e fazia de conta
que era fada madrinha

Ali foi crescendo 
fazendo magia
ninguém reparava
mas ela, fazia.

Tanto tempo passou
assim disfarçada
até que resolveu
ser mesmo fada.

Não precisou de porta
nem sequer de janela,
pegou na varinha
e voou com ela.

E quem esteve atento
nesta noite de luar
reparou que a fada
continua a voar.

Mª Antonieta Miranda (mãe da Yasmin)
 06/07/2015
Adaptado pela Maf (irmã da Yasmin)
25/03/2016




6/01/2016



***


Imagem de Josephine Wall


Lua Cheia em Aquário nascida de Lua Nova em Caranguejo 

Para definir esta Lua uso a frase do filme "O Segundo Marigold Hotel" - Dar Raízes aos filhos e dar-lhes também Asas para que possam voar..."

Esta Lua (nova) que quer cuidar tem de saber dar liberdade (cheia), permitir que o outro - que dizemos amar - possa ser diferente das nossas expectativas, seja qual for o laço emocional que se tenha.

Nesta Lua Cheia (azul para alguns pois o termo foi deturpado mas tal não é importante pois a força da multidão adepta gera a força da crença, e conceitos são apenas isso, conceitos...) há que acarinhar os laços emocionais que nos unem respeitando as diferenças (dos outros e nossa). 

Saber conciliar laços emocionais com liberdade é o tema desta Lua que já foi nova e está agora cheia...

Amar sem projecções (de carências ou sonhos) e ter/dar Liberdade sem indiferença.
Amar e ser Livre, ser livre e Amar, receber Amor e dar Liberdade, dar Amor e receber Liberdade. 

Celebro esta LUA agora Cheia! 
xicoração yasmin



Dia de São Valentim a chegar

Para uns o momento da prova de amor, 
para outros a desilusão de não ter uma relação (ou será ralação?!). 
Enquanto procurei o amor romântico, recebi ilusões e desilusões, 
frustações (o que é que estou a fazer mal?...), enganos e traições e o aumento da minha carência. 
Até que me foquei em mim, em procurar gostar de mim a cada instante e então o Amor genuíno surgiu. Que todos aqueles que o procuram, encontrem o Amor genuíno. 
Esta é a minha magia para hoje e sempre!!! 
xicoração yasmin




***


O melhor conselho que recebi

Comprei este livro supostamente por engano achava eu. 
E comecei a ouvi-lo (sim agora oiço livros :-) )
E recebi o melhor conselho: 
"The secret is: ask" - o segredo é pedir/perguntar
O segredo para a maioria das situações está nesta palavra em inglês que serão duas em português, 
pedir ajuda, pedir informações, pedir esclarecimento, perguntar, perguntar, perguntar.
Pedir/perguntar permite-nos interagir com os outros, 
dando-lhes valor ao valorizar a sua sabedoria, 
permite também mostrar que não percebemos ou que necessitamos de esclarecer algo
 e acima de tudo permite-nos sair do presumir.
Duas palavras que nos aliviam do acumular não só de tralha mas também de tralha emocional!

A minha gratidão à "Dorothy the organizer"
http://www.dorothytheorganizer.com/









Hoje é dia de Solstício! 
Para mim é tempo de sair da hibernação 
e acompanhar o Sol no seu percurso de subida. 

Há 12 anos atrás deixei para trás uma vida que não me servia, 
agora vou começar a partilhar o que aprendi! 

Que todos os Seres possam largar amarras (Let it go)
e mostrar a maravilha do seu Ser! 

Esta é a minha magia para hoje e sempre!! 
Um excelente Solstício! 
xicoração yasmin



Arquétipos

Aprendi que muitos dos momentos de fricção chamados de “infelicidade” derivam de nos relacionarmos com arquétipos e não com pessoas. 

Ao lidar com arquétipos relaciono-me com um pai, uma mãe, um marido, um irmão, um amigo, um familiar, um profissional, enfim relaciono-me com um qualquer ideal ou torno-me eu numa filha, esposa, irmã, amiga, ou um qualquer papel social que deva desempenhar. Mas ao fazer isso estou a criar expectativas e julgamentos de como me deveria comportar ou de como o outro deveria actuar. Ao relacionar-me com ideais e não com as pessoas é fácil desiludir e ser desiludida, pois nada é real.

Aprendi que só consigo ser eu mesma se me libertar deste jogo social. Aprendi que a verdadeira função dos arquétipos é iluminar o meu caminho para que eu possa melhorar a cada instante.

Mas aprendi também que para que tenha relacionamentos saudáveis devo lidar com a pessoa em questão e não com o arquétipo. Só assim poderei respeitar e ser respeitada, só assim poderei esperar relacionamentos verdadeiros, só assim poderei escolher quem está na minha vida, só assim poderei ser realmente quem sou.

Aprendi que todos somos pessoas a desejar atingir a Luz dos arquétipos e por isso desejo que 
cada Ser possa inspirar-se nos Arquétipos e amanhã ser melhor que hoje!
Esta é a minha magia para hoje e sempre
Xicoração
yasmin





Sinais da Vida




Imprevistos e Contrariedades
Abundam nas vidas de todos nós
Mas serão mesmo isso?

Aprendi que imprevistos e contrariedades só acontecem 
Porque o mundo dos humanos se distanciou do mundo da Natureza
E com isso cada pessoa distanciou-se do seu Ser e da própria Vida.

Ao religar-me ao meu Ser, a Vida começou a falar comigo
e cada imprevisto, cada contrariedade passou a ser um sinal da Vida.
Ainda tenho instantes de ansiedade e inquietação
mas logo respiro fundo e oiço a Vida.

Os imprevistos passaram a ser a Vida a dizer-me "e isto? não pensastes nisto!"
e a mostrar-me quais os temas que são mais importantes 
para o meu Ser em determinado momento 
e que é tempo de rever prioridades.

E as contrariedades são agora a Vida a indicar-me "não é por aí",
são correcções aos desvios provocados pelas minhas expectativas distorcidas
e que é tempo de escolher outras opções, outros caminhos, outras acções.

Aos poucos liberto-me da necessidade de controlar os resultados
E com passos hesitantes aceito ser orientada pela mão da Vida
E a magia acontece – a cada passo sinto-me mais segura, mais feliz!

Que cada pessoa possa sentir que a Vida a orienta!
Esta é a minha magia para hoje e sempre
Xicoração
yasmin




GOSTAR DE MIM


Mas gostar de mim
verdadeira e completamente 
É gostar de quem sou 
para além de todos os condicionalismos familiares, sociais e culturais
É gostar da minha essência, da minha natureza
É aceitar quem já fui ontem e quem sou hoje
E a cada escolha determinar quem serei amanhã!

Ao gostar de mim assim
Observo as minhas carências emocionais
e vejo áreas onde posso aprender e crescer 
onde o meu Ser vem desenvolver qualidades.

E como o desenrolar de um novelo mágico
Ao encarar as minhas carências desta forma
as dependências pessoais desaparecem, evaporam-se
E abre-se em mim a sabedoria de que 
coisas, actividades e pessoas
apenas me podem dar algo momentâneo 
E que só eu posso realmente preencher o meu Ser.

Ao gostar de mim
Liberto-me e liberto!

Que cada ser possa aceder à sua essência 
E realmente gostar de si mesmo!
Esta é a minha magia para hoje e sempre!
Xicoração 
yasmin




Sim, sou sensível!
Sim, choro com facilidade! 
Sim, o meu coração é tocado facilmente!
E agora sei que isso não é defeito, é sim uma grande qualidade 
classificada de fraqueza. 

Decidi deixar de esconder o meu Ser sensível e
Honrar o Ser que sou!
E ao honrar o meu Ser sensível, 
ligo-me à minha verdadeira Essência
e faço brilhar a Estrela da minha Existência.

Que também tu possas ligar-te ao teu Ser Sensível
e deixar brilhar a Estrela do teu Ser!
Esta é a minha magia para hoje e sempre!
Xicoração
yasmin

Pessoa altamente sensível de Elaine Aron
http://www.brasilpost.com.br/2014/03/17/habitos-pessoa-sensivel_n_4980174.html



***


Descobri que... Podemos falar sobre Luz, Amor, ou sobre sermos todos um, podemos aceder a vidas passadas, a dimensões paralelas ou a realidades multidimencionais, podemos alterar os nossos hábitos alimentares ou comportamentos físicos, mas se não fizermos um trabalho profundo sobre as nossas carências e dependências, não conseguimos avançar no nosso desenvolvimento pessoal. 

E tal como um elástico puxado ao seu máximo irá partir, também todo o nosso progresso será deitado por terra. 

Descobri que... Só com crescimento emocional é possível haver verdadeiro desenvolvimento pessoal. 
xicoração
yasmin




***


No meu Casulo Luminoso


Perguntaram-me como é o meu casulo luminoso:

Aqui tudo é tão diferente do que fui ensinada! 
É grandioso e avassalador ao mesmo tempo mas tão cheio de bondade e ternura. Podia chamar-lhe AMOR INCONDICIONAL e mesmo assim as duas palavras juntas parecem tão insignificantes quando comparadas com o que sinto a envolver-me. 

No meu casulo luminoso não há barreiras nem de espaço nem de tempo. O tempo parece não existir, parece estar parado mas a clareza tem uma rapidez imensa. 

A parte mais mundana, mas ao mesmo tempo fabulosa, é que me ligo às pessoas sem ter as manifestações das personalidades o que torna tudo simples e magnífico ao mesmo tempo. 

Por vezes o ego espreita e então tudo isto se desvanece como um sonho. Mas essa é aprendizagem a ser feita e ao ligar-me novamente ao meu Ser tudo retorna.

E quando isso acontece sinto-me plena de gratidão e recebo o colo, a força e a clareza do/a Pai/Mãe Divinos de que necessito. 

Sinto que o meu casulo luminoso é uma iniciação à Compaixão - por mim e pelos outros.

Com Amor
Yasmin




* * *




Exercício: 

No livro "Ser Feliz Porque Sim" de Marci Shimoff há um exercício que adaptei e deixo aqui para quem quiser: de pé abre os braços e ergue a cabeça, fecha os olhos e sente a expansão que se instala no teu corpo. Claro que se puderes fazer este exercício na Natureza é melhor e ainda melhor se estiveres descalço/a. 
Sempre que sinto a minha vibração a cair faço este exercício por alguns segundos e é incrível a mudança. 
Xicoração 
yasmin


* * *


Conto de Amor
Um Sonho tornado realidade

Vou contar-vos uma estória verdadeira, uma estória de Sonho de Amor.
Há muitos anos atrás uma menina foi para uma escola que era um antigo palácio. A entrada tinha um pesado portão de ferro que dava para um grande pátio. Ao fundo destacava-se uma linda escadaria dupla de pedra branca que imediatamente soltou a imaginação da menina. Era fácil imaginar carruagens a entrar naquele pátio, damas antigas com lindos vestidos a roçar nos degraus e cavalheiros gentis a acenar com as suas cartolas. De cada vez que ela subia a linda escadaria para ir almoçar, numa fila bem alinhada de alunos, ela imaginava-se tal Cinderela a caminho do baile do príncipe.
No meio da dupla escadaria alva havia um local muito especial, tão especial que os alunos não podiam lá permanecer, um local mágico onde dois banquinhos de pedra se alinhavam em frente um do outro, com uma pequena fonte ao fundo, rodeados de lindos azulejos azuis. O local ideal para... um beijo de Amor. 


Dias, meses e anos passaram e a menina cresceu. Até que numa magia da Vida a menina, agora mulher, voltou áquele palácio para um evento chamado Festival Vida. Ao passar aquele grande portão todas as suas memórias se tornaram vivas, era como se ela voltasse a ser aquela menina sonhadora. E num momento liderado pelo coração a mulher-menina disse ao seu namorado “vem realizar-me um sonho”. De mãos dadas a sorrir um para o outro ela levou-o até áquele local mágico no meio da bela escadaria. Aí sentaram-se cada um num banco de pedra e frente a frente rodeados pelos azulejos azuis o beijo aconteceu - um beijo de Amor.

Esta menina chama-se Yasmin e o João foi quem lhe tornou realidade o seu sonho de um beijo de Amor.